O tempo

Pensando em Jesus, alguma vez Ele negou algo a alguém que o procurou?

Cura, consolo, palavras?

Até aos interesseiros dos leprosos Ele curou, tendo apenas um deles voltado atrás para Lhe agradecer e reconhecer que Ele era o Senhor.

Jesus é a imagem perfeita de Deus, logo as atitudes e os sentimentos que Ele tinha correspondem 100% à forma como Deus age e sente. Eu olho para Ele e compreendo melhor quem o Pai é.

Um destes dias pensava com Ele acerca da seguinte passagem:

"Meus irmãos, considerem-se felizes quando tiverem de passar por provações. Porque se a vossa fé for posta à prova, tornar-se-á mais perseverante. Que ela resista até ao fim, e assim a vossa formação se completará, com uma conduta íntegra, e serão maduros espiritualmente." Tg 1:2-4

Estes versículos fazem sentido para mim e têm-se cumprido em mim nos últimos meses. Realmente a minha fé tem sido posta à prova e sei que tem sido produzida em mim mais paciência, mais humildade, mais amadurecimento. E isso tem sido muito bom.

Mas... pensava neste verso e ao mesmo tempo em Jesus e parecia que as duas coisas não combinavam.

Tiago diz-me para ter paciência mas ao olhar para Jesus eu vejo Jesus a responder a todas as solicitações que lhe faziam. Diz a Palavra que Ele curava TODOS os doentes, acalmava TODOS os corações na hora, a ninguém negava atenção, nem às crianças.

Tiago diz: "Espera", mas olho para Jesus e vejo-O a dar uma solução imediata às pessoas.

Estarei enganada na imagem que tenho de Jesus? Talvez, mas é o que me mais me salta à vista.

Até que o próprio Deus me leva à mente a situação da morte de Lázaro.

Jesus, amigo de Lázaro e da família, soube que Lázaro estava doente, quase a morrer, e ficou uns quantos dias onde estava. Parece que não ligou, não se importou, só se dignou a deslocar-se lá depois e ainda por cima quando lá chegou, já ele tinha sido colocado no túmulo havia uma série de dias.

Admiro a atitude de Marta ao ter ido ter com Ele quando soube que FINALMENTE Ele estava a chegar... Se fosse eu, ficaria em casa, no meu canto, a pensar: "AGORA é que chegas? Agora é tarde..."

E acho que este sentimento faria com que não fosse ter com Ele, com que não O buscasse mais. Se calhar quando o visse, não O encararia muito bem, pelo menos não com o mesmo sentimento de antes...

É assim o meu coração... por vezes desilude-se facilmente. Mas senti-me muito confortada com esta história que conhecia já tão bem... uma das poucas histórias em que vejo que JEsus não deu uma situação imediata a algo.

E todos os sentimentos que Jesus teve antes de ressuscitar Lázaro encheram o meu coração de consolo. Ele ficou muito perturbado com o sofrimento daquela família, emocionou-se profundamente, mesmo sabendo que Lázaro iria ressuscitar...

O meu Jesus é sensível, o meu Deus é sensível ao meu e ao teu clamor, mesmo que a minha ou a tua situação seja como a de Lázaro e não como a dos leprosos.

Somos previlegiados por termos de esperar pela resposta. Está a ser produzida paciência em nós...

5 comentários:

Vilma disse...

Sem dúvida!
Deus trouxe-me esse versículo há cerca de quatro anos. Eu ainda não sabia, mas no fundo, Ele já me estava a preparar para coisas que estavam para acontecer.
E todo aquele que confia em Deus, sabe que tudo aquilo que Deus fizer, será para nos moldar e tornar melhor.
Deus te abençoe!

JOINCANTO disse...

Olá Paula,
Ainda bem que voltaste.
Bom ano de 2008, cheio da graça e vitória do nosso bom Deus.
Abraços

Filha Pródiga disse...

infelizmente queremos tudo para ontem sem pensar em Deus ou na Sua vontade.
ontem ouvi isto: "se alguém está em Cristo nova criatura é" e "se Deus é por nós, quem será contra"

mas nós estamos em Cristo?
Ele é por nós, e nós somos por Ele?

Deus te abençoe.

www.filhaprodiga.bogs.sapo.pt

Fraternus disse...

Deus tem soluções no tempo presente ou pode ser que também morreremos "crendo na promessa" sem vê-la se cumprindo aqui. Mas nem sempre é fácil discernir entre o acontecerá aqui e o acontecerá lá.
Por isso é triste que alguns fiquem criando leis espirituais pelo atacado. Temos infelizmente “Herança maldita – evangélica”, e somente a busca por uma verdade refinada pode ajudar a nos livrar dela.
Graças ao bom Pai temos tempo para sermos refinados.

jc disse...

Tudo o que dizes, é uma grande verdade...
Não só intelectual, mas acima de tudo espiritual...

Mas a verdade, é que na carne, na nossa, quando passamos pelas coisas, no tempo em "Somos previlegiados por termos de esperar pela resposta. Está a ser produzida paciência em nós..." estamos a sofrer, tal e qual o espinho da carne de Paulo...

Mas, como diz um amigo meu, se não estas a sofrer no processo, é porque o que estas a passar não é proveniente de Deus, pois dor permitida por Deus, gera crescimento e maturidade espiritual. Ou será que não?!