Deserto........ Chamado....

“Foi nessa altura que Deus falou no deserto a João, Filho de Zacarias.” Lucas 3:2b

João Batista foi chamado pelo Senhor no deserto.

Moisés foi chamado pelo Senhor no deserto.

O próprio Jesus, depois do seu baptismo nas águas e antes de iniciar o Seu ministério, foi levado pelo Espírito ao deserto.

O que é o deserto? Imaginemos….

É um lugar de solidão, de desertificação, de pouca presença humana. É um lugar também de pouca beleza (comummente falando, porque eu gosto muito da paisagem hihihi), onde não se encontra água (só escassamente), plantas, cor, três componentes que associamos a beleza, tranquilidade, conforto, paz.

Lá não se ouvem vozes humanas, apenas a voz da natureza… o vento… os animais…

Pergunto novamente: O que é o deserto? Imaginemos…

É uma lugar ou uma fase em que nos sentimos sós, mesmo no meio da multidão… Aquilo que mais gostamos e necessitamos não está disponível, não conseguimos lá chegar… é um lugar de lágrimas… é um lugar de sede… é um lugar onde queremos ouvir vozes próximas mas não ouvimos… é um lugar de sofrimento, onde algo que nos faz tanta falta nos foi tirado… e por todas essas razões, é um lugar onde nos sentimos com mais do que razões para chorar….. ou não?

O que acontece no deserto?

Quando estamos no deserto, parece que os nossos olhos ficam enevoados… ainda que antes conseguíssemos ver claramente e soubéssemos tão bem as coisas, há momentos, ainda que durem uma fracção de segundo, em que parece que ficamos cegos… não cremos mais, não sorrimos mais, e ficamos enterrados na areia do deserto, sem nos mexermos, sabendo que nos estamos a enterrar mas sem ter energia para nos levantarmos.

É no deserto que Satanás se levanta com mais força. Ele vê-nos. Privados do que amamos, privados do que gostamos, fragilizados aparentemente… com areia na cara…

O que é que o deserto pode ser?

É no deserto que aprendemos a clamar… clamar… clamar….. é no deserto, vazios de outros confortos e outros amores, que o nosso ser está pronto para receber tudo de Deus… é no deserto que os nossos ouvidos mais estão abertos… porquê? Anseiam ouvir desesperadamente uma voz… uma voz de amor… a voz do AMADO.
No deserto não há distracções, não há falta de tempo… o nosso coração está disponível… está humilde, prostrado, porque sente que nada é… é pó, barro… e só o toque divino pode mudar alguma coisa.

Mas também pode ser no deserto que nos deixamos vencer… porque afinal, quando cantámos “Jesus, amante do meu ser, Jesus nunca eu Te deixarei…”, estávamos a mentir… deixamo-Lo sim… basta nos falhar alguma coisa… é o nosso Amante apenas quando tudo vai bem… mas não podemos viver sem aquela coisa, sem aquela pessoa…
Ou… como é que é possível Deus me amar se permite esta doença em mim? Porque é que tenho de passar por isto? A minha vida está arruinada!! Vou morrer…. Deus… abandonaste-me! E ficamos envoltos na névoa cinzenta… Parece que nada nos vai ajudar… o mundo está a desabar e nós vamos junto com ele. E aí, Deus deixa de fazer sentido...

Ou podemos ser derrotados no deserto ou podemos sair ainda mais fortes.

Imagina que a tua vida é como a de Job: é feita uma aposta.

Quem ganhará? Deus? Satanás? O que vais fazer? Adorar o Senhor ou amaldiçoar o dia em que nasceste? Correr para os Seus braços ou reclamar com ELE? Crer ou duvidar?

Lembra-te: só Deus te pode guiar ao deserto! Satanás não guia Filhos de Deus. Não pode! Não pode tocar-nos! Ele apenas tenta aproveitar-se da situação criada para nos mandar abaixo.

É uma doença que veio sobre a tua vida? Crê que nada acontece na tua vida sem a permissão de Deus. Ele tem um propósito com isso e a doença ficará na tua vida o tempo que Ele quiser. Mas Ele pode fazer com que essa doença desapareça da tua vida, assim como entrou. Jesus levou sobre si as tuas enfermidades, as tuas dores. Basta teres fé.

“Nisto, uma mulher que havia doze anos sofria de uma doença que a fazia perder sangue aproximou-se por detrás de Jesus e tocou-lhe na ponta do manto. Ela pensava consigo: ‘Se eu conseguir ao menos tocar-lhe na roupa, ficarei curada.’ Jesus voltou-se, olhou para ela e disse: ‘Coragem, minha filha! A tua fé te salvou!’ E desde aquele momento a mulher ficou curada.” Mateus 9:20-22

A tua fé te salvou….

Sentes-te privado(a) do amor de alguém importante para ti?
Isso deixa-te abatido(a)? Lembra-te: Jesus é suficiente! Se ele é o amado da tua alma, o Seu amor basta para ti. O amor de Jesus é tudo aquilo que podes desejar! Mas tu não sabes isso. Ele disse:

“Se alguém vier ter comigo e não me tiver mais amor do que ao pai, à mãe, à mulher, aos filhos, aos irmãos, às irmãs, à mulher, aos filhos e até a si próprio, não pode ser meu discípulo. E aquele que não quiser pegar na sua cruz e vir comigo também não pode ser meu discípulo.” Lucas 14:26,27

E este deixar implica depender, não dessas pessoas, mas inteiramente de Jesus. Não é algo fácil quando amamos essas pessoas. O nosso bem-estar, humanamente falando, depende também dessas pessoas, do amor que recebemos delas ou não.

Mas Jesus disse que todo aquele que quer ser chamado seu DISCÍPULO tem de depender apenas dele, tem de estar disposto a não depender dessas pessoas chegadas. Tem de ter maior amor por Ele.

Achas que é uma decisão demasiado difícil? Não és obrigado(a) a tomá-la. Jesus disse: “Quem quiser…..” QUEM QUISER. Mas caso não a tomes, pelo menos não te intitules de discípulo de Cristo. Diz que és crente. Mas se queres ir até Jesus, bem juntinho dele, pede que Ele te ajude a entregar todo o teu coração a Ele. E quem sabe Ele te faça passar por um deserto… pois é…. Para que o teu coração comece a depender apenas dele… não há sítio melhor para isso que o deserto… Jesus tomou a sua cruz. Ele quer que tomes a tua também. Ser discípulo é isso mesmo: ter um amor por Ele que supera todos os outros amores que possamos ter.

Foi algum acontecimento inesperado?
Antes de desanimares, lembra-te de uma promessa de Deus:

“Nós sabemos que Deus dispõe tudo para o bem daqueles que o amam, e que ele chamou segundo o Seu plano. Pois aqueles que Deus já tinha escolhido destinou-os a serem semelhantes ao Seu Filho. Desse modo, o Filho é o primeiro entre muitos irmãos.” Romanos 8:28,29

Paulo sabia que Deus dispõe tudo para o bem dos que o amam, porque Deus destinou esses mesmo para se tornarem semelhantes a Jesus.

Jesus foi o primeiro, mas depois surge o segundo, o terceiro, o quarto, os quais não são o primeiro mas são semelhantes, escolhidos para fazerem as mesmas obras e maiores até.

Promessa de Deus: Não há nada que aconteça na tua vida que seja inesperado. Deus vê tudo. Inesperado é para ti! Mas é assim a vida de todo o que nasce do Espírito: como o vento. Não se pode prever, não se pode controlar e muitas vezes não se pode entender.

Mas é aí que temos de crer nas promessas. E se Deus diz que tudo o que acontece na tua vida vai servir para isso, para o teu bem, para que sejas mais parecido a Jesus, CONFIA. Simplesmente CONFIA, DESCANSA. Deus sabe…

Aproveita o momento para dependeres ainda mais dele. Para chorares no Seu colo, para criares ainda mais cumplicidade entre vocês. Verás que depois darás graças a Ele pelo acontecimento.

Selah

Deus tem um propósito para a tua vida. Já está sonhado desde a antiguidade. Ainda tu não existias. Ele chama-te para esse propósito. Capacita-te para esse propósito. Mas também te prepara para esse propósito.

Quem sabe esse deserto que estás a viver faz parte do chamado de Deus… quem sabe aí, aí mesmo, nessa situação, nesses sentimentos, DEUS VAI-TE FALAR! Quem sabe estejas na incubadora… a ser preparado para esses planos de Deus para ti!

Tens de passar por esse e outros desertos para cumprires o teu chamado! Jesus passou, muitos homens passaram, tu não serás diferente.

Como poderás amar Deus acima de todas as coisas, se essas mesmas coisas não te falharem?

Como podes ser discípulo, seguidor de Jesus, se não partilhares dos seus sofrimentos?

Como poderás ter uma fé que move montanhas se montanhas não se colocarem na tua frente?

Como poderás amar a voz de Deus se não a ouves, no meio de tantas coisas do dia-a-dia?

Como poderás valorizar e ansear por Deus se humanamente não te falta nada?

Como poderás presenciar milagres se não vives situações sem solução humana?

Não podes…

Ou és discípulo ou não és…

E se não és, podes tornar-te… aproveita o deserto. Tu e eu…

8 comentários:

Anónimo disse...

...

Andrea disse...

Mana querida

isso é uma grande aprendizagem! Agora sou eu que uso a tuas palavras!(beijo)

Como já te disse, é bom ler estas palavras e olhá-las com a profundidade e a intensidade que lhes deste, simplesmente porque elas são palavras sinceras e têm algo muito precioso - a tua vida.

Só alguém que realmente VIVE pode ver o deserto desta forma, só alguém que se ABRIGA pode passar o deserto sem temer o que a rodeia, só alguem que realmente ADORA pode render graças ao Senhor por todos os acontecimentos da sua vida.

Por isso quando penso no deserto, lembro-me sempre de um texto que está bem juntinho ao meu coração, uma palavra do Paizinho do Céu, que traz consolo, promessa e Verdade, e que deixo aqui para ti:

"Uma só coisa pedi ao Senhor, uma coisa que eu desejo: viver no templo do Senhor toda a minha vida, para sentir a amizade do Senhor e acordar todas as manhãs no seu templo. Quando chegarem os dias maus, ele abrigar-me-à; ele manter-me-à em segurança no Seu santuário; por-me-à a salvo sobre uma rocha. Poderei então levantar a cabeça por cima dos meus inimigos; poderei oferecer sacrifícios no templo, gritar de alegria e cantar hinos ao Senhor." salmo 27: 4-6

Mana o Senhor tem levantado a tua cabeça por cima dos teus inimigos, adora-O no Seu templo. O Exterior pode ser atribulado, mas no nosso interior só existe alguém que pode mexer - Jesus- e esse, mexe sim, mas com muita paz.

Mana querida, os meus olhos se enchem de lágrimas só de pensar na tua vida. Vejo tantas Vitórias Paulinha!
Não importa o que há ainda por pecorrer, importa que estás disposta a isso. E tu sabes que muitos clamam: Senhor, Senhor! mas a verdade é que existe uma grande minoria que está disposta!

Guarda isto:
"Deus está em ti, independentemente das situações ou circunstâncias, e isso vê-se. É inevitável, porque não vem de ti para que possas controlar mas do Espirito de Deus que faz essa boa obra em Ti.!"

Paula disse...

Anónimo, deixaste-me curiosa com essas reticências...

Maninha, obrigada por todas as tuas palavras. Elas são muito importantes para mim, acredita...

A passagem que aqui colocas é para mim uma das mais bonitas da Bíblia, sabias?

Retrata tão bem o abrigo de Deus, o seu cuidado carinhoso, o facto de só estarmos bem ao pé dele... é mesmo maravilhosa essa passagem...

Vitórias têm acontecido sim, mana, apesar de eu n as conseguir ver mto bem, como já te disse... mas tb n interessa...

Só p que saibas, és para mim um exemplo de filha que passa no deserto e o vê desta forma... sempre aprendi contigo acerca disto ;) És escolhida do Senhor e ainda bem que fazes parte do n.º dos que dizem SENHOR, SENHOR e dizem com sinceridade, convicção e amor!

Um beijinho mana, gosto mto de ti. Que Deus continue a moldar-te e guiar-te... está a fazê-lo de uma forma maravilhosa e visível.

Teresinha disse...

Vim para te passar a corrente das cinco manias... Escrevi um texto sobre isto no meu blog.

[Cada bloguista participante tem de enumerar cinco manias suas, hábitos muito pessoais que o diferenciem do comum dos mortais. E, além de dar ao público conhecimento dessas particularidades, tem de escolher cinco outros bloguistas para entrarem, igualmente, no jogo, não se esquecendo de deixar nos respectivos blogues aviso do "recrutamento". Ademais, cada participante deve reproduzir este "regulamento" no seu blogue.]

Paula disse...

Olá teresa! Eu vi que me lançaste o desafio de escrever as minhas 5 manias mas olha, eu já as escrevi aqui no blog há uns tempos atrás. Beijocasss

Nagel disse...

Oi, Paula.

Cheguei aqui via blog Flor de Obsessão. :)

Vou adicionar aos favoritos e voltar com mais tempo depois.

Abraços.

Tânia disse...

Bem Maninha...
fikei mto tocada com o que escreveste aki, especialmente depois do meu dia de hoje!!!
depois eu conto-te...
bem,mas vamos lá ao comentario.
ao ler estas palavras e ponderando aos ultimos acontecimentos xeguei a conclusao k ha 4 anos k tou no deserto e nunca deixei d estar inkieta e todo este tempo estive apenas enganando-me a mim mesma.
realmente o deserto nao e agradavel mas no finalzinho...compensa.
DTA

Marlene Maravilha disse...

Que lástima que precisamos ser levados ao deserto para descobrirmos a serenidade e a soberania de Cristo! Mas, ainda bem que existe deserto e o Senhor lá está, não nos abandona e ajuda-nos no crescimento.Há desertos que são verdadeiras bençãos!!Inúmeras vezes o homem verdadeiramente se encontra aí! Sei que conhecemos muitas histórias, além de nós mesmos.
Que Deus te abençoe.