Adoração sem som

Numa das minhas viagens de carro para casa, ia falando com o meu Amado e dizendo-lhe:

"Engraçado... quanto mais o meu coração te deseja, quanto mais eu anseio por Ti, mais eu sinto que me calo, que não sei o que te dizer, as palavras de mim para ti diminuem dastricamente... parece que a busca diminui... porquê?"

E, no meio dos meus pensamentos, saiu um "Perdoa-me, paizinho" da minha boca.

Os pensamentos continuaram, e sem eu dar por isso, eu apercebi-me que era Deus nos meus pensamentos...

"Mas tu adoras-me, filha", eu ouvi em pensamento, "Olha para ti, olha para as vezes que pensas em mim, e que mesmo sem dizeres nada, tu vibras, tu me amas, o teu coração bate forte, há uma paixão, há um fogo, há um desejo de fusão tão grande comigo... mesmo sem eu ouvir as tuas palavras, eu ouço o teu coração... eu alegro-me."

E vi que Deus realmente deseja de mim, tal como deseja de ti, uma adoração que só eu posso dar, que tem a ver com a minha personalidade, com a minha maneira de ser...

Que importam as minhas palavras, se eu o adoro muito mais espontaneamente com o meu coração? Quantas vezes um simples "Eu amo-Te" sai muito mais do fundo do meu coração do que uma oração com princípio, meio e fim...

Adorar em espírito...

Ainda assim eu sinto que, comparado com o que sinto por Ele, O adoro tão pouco, de uma forma tão limitada...

Se a minha adoração correspondesse todas as vezes ao meu coração arrebatado, eu andaria sempre adorando... porque muitas vezes só de pensar nele, no que eu desejo com Ele, o meu coração aquece, fica apaixonado... mas nem sempre isso me leva a uma adoração com palavras... poucas vezes...

E isso me leva a pensar que Deus não deseja de mim uma adoração cuja expressão seja forçada... Mas por outro lado... sinto que aquilo que Lhe dou não é suficiente...

Não sei a resposta, mas sei que o caminho é saboroso. Meditar nestas coisas com Ele é enternecedor.

Ele é lindo, belo, e até neste momento, estando calada, apenas pensando e escrevendo, o meu coração vibra, surge um sorriso tão completo na minha face, sou inundada por um sentimento tão bom que tenho de parar de escrever e pensar como descrevê-lo... talvez seja "Satisfação" a palavra correcta.

Obrigada, meu querido amado, por me amares como eu sou. Recebe o meu abraço prolongado. Porque desde que Te encontrei e abracei, nunca mais Te quero largar. Mas sim me perder no Teu abraço, no Teu perfume. As minhas mãos abraçam-te e destilam mirra.

6 comentários:

Andrea disse...

Sim mana eu também acho que é essa a palavra "Satisfação". Não há nada que se compare à satisfação que se sente em Jesus, é algo arrebatador, e o nosso coração quer sempre mais, mais, mais..... é uma dependência forte e santa. Nada se compare a isto, nada!

Mana querida deixo-te um beijo cheio de amor e de exclusividade *piscadela de olho*.

Vilma disse...

Gostei muito Paula... essa é a expressão mais autêntica de nós para Deus!
Eu também tenho experimentado isso assim!
um abraço !
DTA

tania palmeiro disse...

é verdade sim mana...
não são as nossas palavras, os nossos gestos que importam para Deus mas sim o nosso coração.
tantas vezes sinto uma vontade enorme de estar com Deus e quando me aquieto e fico a sós com Ele apenas consigo dizer:"Senhor Tu sabes todas as coisas" e fico ali em silêncio sentindo o do Espírito Santo.
é tão tremendo não necessitar de dizer nada e receber tudo.
também estou nessa fase mana.
e sim...tinhas razão...quando eu me rendi nada mais foi igual.
DTA

elsa nyny disse...

Olá!

Passei por cá!!
Adorei a tua Adoração...pois é mesmo no silêncio do nosso coração,que melhor O podemos escutar!
Adorei o teu blog!!!


Beijinhos!!!

:))

Anónimo disse...

querida Paula.
Hoje ao ler este post estou a identificar-me contigo. Quantas vezes me sinto assim??
Somos todos normais. Mas não quero assim permanecer. Sempre quero me doar mais e mais e a perguntar-me
"Que darei a ti por todos os beneficios que me tens feito?"
beijos e que Deus te abençoe!

Joel disse...

Como eu me identifico...tantas vezes faltam as palavras...até fico preocupado com isso...mas não devo.
Obrigado, nunca tinha visto as coisas assim. És uma benção!

Abraço