Laço no coração

Passando por um período de dúvida, de espera de respostas, de dependência, tenho-me apercebido o quanto Deus tem enlaçado o meu coração n'Ele, cada vez mais.

Por vezes, tem-me apetecido que a voz do Espírito se cale por uns instantes, pois àquilo que eu ouço e sinto, eu não consigo corresponder.

Não tenho ainda a fé, a capacidade. O Espírito Santo não toma ainda posse de mim de uma forma total.

E nos momentos em que eu me tento desligar por um pouco dessa voz, eu começo a pensar e a sorrir... e digo, muitas vezes para mim própria e ao Pai:

"Não dá! Eu sinto-te! É como se o meu coração estivesse cirurgicamente ligado ao Teu, pois ainda que eu queria que ele bata sozinho, nem que seja por uns momentos, não dá... a Tua presença não sai, não desaparece, continua."

Fica cá dentro um sentimento de uma presença que não é a minha, não é o meu interior, não são os meus pensamentos, não é o meu corpo, não é a Paula. Há algo, que por mais que eu tente apagar, está lá.

És TU!

E apesar da minha falta de fé, Ele compadeceu-se de mim e tem, cada vez mais, lançado um laço à volta do meu coração.

E eu me lembro de algo que Paulo falou: que aquele que se dá inteiramente ao Senhor, forma um só espírito com Ele.

3 comentários:

Andrea disse...

É bom ver-te e sentir-te a viver esse amor.
É bom ver como o Senhor cuida do teu coração, como ele lhe dá cor, vida e alegria.
É bom ter-te ao meu lado e sentir Deus abraçar-me com os teus braços.

Senhor, sou dependente de Ti!

Mana desejo muito que megulhes, cada vez mais, no Seu amor!

As palavras não são muitas, mas são muito sinceras!

tania palmeiro disse...

Tantas vezes ouvimos pregações dizendo que se Jesus conseguiu superar tudo nós também conseguimos.
A isso se levantam vozes que afirmam:"Mas Jesus era o Filho de Deus, O Messias."
Todas essas coisas são verdadeiras.
Então e nós somos o quê?
Temos que Espírito?
Quando lemos a Palavra de Deus vemos descrições do que Jesus fazia, do que Ele falava...então e o que Jesus sentia?
Nenhum dos escritores do Novo Testamento pode escrever sobre algo tão importante...o que Jesus sentia.
Na Carta aos Hebreus lemos que temos Um Sumo Sacerdote que se compadece de nós...alguém já pensou porquê?
Eu creio que Jesus também teve medos, dúvidas, anseios...Jesus não pregava de cor.
Ele disse em várias vezes que falava o que ouvia do Pai, se Ele ouvia do Pai talvez também orasse sobre essas situções na Sua própria vida.
Antes da Sua obra Gloriosa - a Cruxificação - Ele também se angustiou, sofreu, teve medo.
O Seu Espírito não sentou os cravos, as cuspidelas, as cacetadas mas o seu corpo terreno.
Jesus sendo Deus se fez homem por amor de nós, teve a Sua humanidade em todos os aspectos.
Além de Salvador do Mundo foi também o nosso exemplo de vida.

Também eu hoje mana fui confrontada com as minhas fraquezas.
Vi algo em mim que não gostei, que não quero em mim.
Chorei e pedi perdão a Deus porque não honrei o Seu Nome.
Assim como Ele me consolou também te consolará.
Quando caímos não batemos no chão mas sim nas mãos de Deus que estão sempre estendidas para nos amparar.

Deus te abençoe.
Queria dizer-te que és especial e uma benção para mim mas acho que essas expressões já não fazem juz ao que Deus colocou em mim por ti...

Paula disse...

Olá maninha, obrigada pelas tuas palavras doces e vindas do alto. Podem ser poucas mas isso não interessa...
Deus está a ensinar-me muitas coisas, e por isso é um privilégio tão grande estar com Ele. BAsta adorá-Lo. Tão simples e tão profundo... a adoração é aquilo para que fomos criados, e isso é tão forte... *sorriso*
Deixo-te um abraço, com os braços de Deus, e agradeço-te tb a tua presença na minha vida... já n seria igual sem ti :) Beijosss

Olá Tânia, faço minhas as tuas palavras... são verdade... temos fraquezas, mas quem não tem? Mas é bom saber que quando nos rendemos tudo muda pelo Seu toque. Tenho experimentado isso e continuo a experimentar... Tb és especial para mim, e Deus te tem usado muito ultimamente. Um beijinho grande