Provada pelo fogo

Engraçado como as dificuldades me fazem olhar para Deus e para a Bíblia de outra forma.

Quando passamos por momentos difíceis, por tempos de aperto, todos os clichés espirituais a que estamos habituados parecem perder o sentido, parecem ser vazios.

E são mesmo. É uma altura de questionar as coisas. E questionar, ao contrário do que me ensinaram, para mim é algo muito bom. Leva-me a buscar mais, a procurar mais, a meditar mais e a acabar por entender as coisas com uma outra profundidade.

Depois de viver tempos num auge espiritual tão grande, vivo agora tempos em que Deus me coloca à prova, tempos em que posso aperceber-me da profundidade ou não das minhas crenças.

Da profundidade ou não da minha intimidade com Ele.

Há dias em que se estivesse na situação de Job, eu pecaria. Eu amaldiçoaria Deus, pois há dias em que eu não consigo entender o porquê de algumas coisas que Deus permite continuamente na minha vida.

Mas há dias em que, venha o que vier, sei que Ele é Rei sobre tudo, sobre todas as coisas, sobre todas as dificuldades. Nada Lhe escapa. É o Seu Espírito que está mais forte em mim, mais presente. E só esse Espírito nos pode dar alguma alegria e força perante situações difíceis.

Não é a força de vontade, não é a mentalização, não é nada que resulte do nosso esforço humano. Nada disso nos pode ajudar. Até o facto de tomarmos posse de algo tem de ser feito com uma fé e direcção que não vêem de nós.

Nós, seres humanos, somos de facto fracos. É da nossa natureza nos entristecermos quando as coisas não correm como pensamos, é natureza nossa o facto de sermos orgulhosos, de pouca motivação, inconstantes, indecisos. Uns mais que outros, de facto, mas todos somos assim.

"Preciso de Ti", deveria ser a frase mais dita por mim.

E por ti também, estejas ou não a passar por dificuldades. Porque até nos momentos alegres, precisamos de Deus.

7 comentários:

Tânia Palmeiro disse...

Minha irmã,

também estou a passar por momentos em que questiono se aquilo que me foi ensinado está correcto ou não.
O Pai está a pôr á prova até que ponto eu O conheço e desejo obedecer.
O Vale da Decisão tem sido duro de atravessar mas sei que vale a pena pois É Ele quem me espera no final do trajecto.
Obrigado por aquilo que escreves...
Tantas vezes as tuas palavras são as Suas palavras pra mim...são um bálsamo para a minha alma...

Deus te abençoe

Vilma disse...

De que outra forma saberíamos até que ponto vai a nossa fé em Deus?
essas provações não servem para mostrar algo a Deus, pois Ele já nos conhece muito bem.
Servem para nós sabermos a dimensão da nossa confiança Nele.
e com isso, crescer e amadurecer e aprender a conhecer melhor Deus.
Entendo-te muito bem.
Também já passei por isso e fez-me muito bem. Ainda está a fazer.
Percebi que afinal, havia muita coisas em mim a precisar de mudar, muita letra , etc.
Isso é Vida querida!
que tudo isso te conduza de forma mais profunda ao conhecimento Daquele que tanto te ama.
Beijinhos

Anónimo disse...

A Paz do Senhor, Paula!

Descobri hoje, durante uma pesquisa na Internet, seu blog.
Sou do Brasil, e me identifiquei com vários conteúdos que você postou. Seu blog é maravilhoso!
Surgiu a vontade de poder me comunicar contigo, a fim de poder partilhar sobre as coisas do Reino do Amado de nossas almas.
Que Deus continue te abençoando nas veredas do Seu Espírito!
Ulisses (ulisses@geracaophn.com)

Kella disse...

Minha irmã:
Hoje li isto e fez-me bem. Deixo-o contigo:

O PROPÓSITO DA ORAÇÃO NÃO É ADQUIRIR O QUE NÓS
QUEREMOS, MAS TORNARMO-NOS NO QUE DEUS QUER.

in
Nosso Pão Diário, 7Fev

Paulo Ribeiro disse...

Oiii
encontrei seu blog no blog de uma colega, fui muito abençoado com o conteúdo do seu blog, gostaria de estabelecer um contato, meu blog
é carregueasuacruz.blogspot.com
fica na paz de CRISTO

Helder disse...

amen!!

Barbara disse...

Amém,
Ele é bom,
Jesus viveu tudo isso, ... aleluia!
eu estava pensando nisso agora mesmo, antes de ler aqui, e escrevi algo:
O amor se prova na tribulação... como ouro refinado, ... pelo FOGO!