Casos perdidos (?)

Imaginemos a seguinte pessoa:

Um homem que vive nos túmulos… Pessoas tentaram prendê-lo com correntes mas nunca conseguiram… isto nas vezes que o conseguiam apanhar, porque era raro conseguirem… De dia e de noite este homem gritava nos montes, no meio dos túmulos e feria-se a si próprio com pedras… sangrava, sangrava…

Normalmente andava despido…

Diz um dos evangelhos que este homem andava com outro e eles eram tão perigosos que ninguém se atrevia a passar pelo caminho onde normalmente eles andavam… (Mt 8:28)

Se este homem vivesse nos dias de hoje, concerteza uma grande parte de nós diria que era louco, provavelmente alguém com esquizofrenia, que não estaria a ser medicado… logo, PERIGOSO. Alguém a evitar, a passar de longe, evitar os mesmos lugares que ele frequentava…

Na sua grande maioria, os cristãos dos nossos dias agiriam igual a todas as outras pessoas:

“É maluco, não está bem e ainda por cima é perigoso! O que é que eu posso fazer?”

“Deve ter tido uma vida muito difícil e está traumatizado. Devia ser internado no serviço de Psiquiatria!”

“Eu? Fazer alguma coisa? Que preparação tenho eu para lidar com uma pessoa assim? Só as pessoas com curso, com estudos nessa área, com especializações…”

“Ele já está assim à tanto tempo… Já é mesmo assim…”

“Vamos orar por ele nas nossas reuniões de oração, à distância… é a única coisa que podemos fazer…”
(Ou então não… afinal… ele não tem muita esperança de mudança… é daquelas personagens típicas, que existem em qualquer cidade/vila… habituamo-nos a elas…)

Ainda hoje ouvi da boca de cristãos que, para fazermos algo por aqueles que estão mal, que vivem nas ruas, que têm muitos problemas, que estão presos, etc… precisamos ter uma preparação prévia…. Precisamos ter o dom… precisamos ser ensinados antes de fazer alguma coisa… não podemos ser ingénuos e imprudentes e simplesmente irmos, confiando na direcção do Espírito…

Eu pergunto:

QUE PREPARAÇÃO ACADÉMICA TIVERAM OS DISCÍPULOS PARA CUIDAR DOS NECESSITADOS DAQUELA ALTURA?

SIM, QUE ESTUDOS?


“Sim, porque viver pelo Espírito é muito bonito mas não chega… É preciso darmos a nossa colherada de conhecimento humano, pelos vistos…
Que imprudência, que ingenuidade, simplesmente irmos ter com essas pessoas, sem sabermos o que dizer… É perigoso… temos de ser prudentes…”


É o que grande parte dos cristãos dizem hoje em dia… Entristecem-me muito estas palavras…. Tanto…

Jesus foi ter com aquele homem.

Jesus não evitou o caminho daquele homem… Jesus não mudou de passeio… Jesus não fingiu não ver… Jesus não teve medo… Jesus não achou perigoso…

Jesus sabia qual era o seu problema: estava possesso por uma série de demónios… uma Multidão deles…

E Jesus agiu… ordenou que aqueles demónios saíssem daquele homem… e eles saíram, porque Jesus está acima de todo o poder, acima de todo o espírito maligno… interessante que Jesus nos deu também essa autoridade e a maior parte de nós nada faz…

E porque Jesus olhava sempre para as pessoas com ESPERANÇA. Para Ele não haviam casos perdidos… não haviam casos que já duravam à tanto tempo que se tornaram normais…

A transformação naquele homem foi tão grande, diz a Palavra, que as pessoas, ao verem o homem sentado aos pés de Jesus, vestido e em perfeito juízo, ficaram tão assustadas que pediram a Jesus que fosse embora.

Deus anda a ensinar-me que não existem casos perdidos… e este homem é um exemplo disso…

Imagina…

Alguém que conheces há tanto tempo, há anos……, com um comportamento que já se tornou para ti normal…

Alguém que tem uma doença há tanto tempo que já aprendeste a olhar para essa pessoa e pensar que esse é o destino dela… não há nada a fazer…

Alguém que consideras louco… talvez os médicos já diagnosticaram alguma doença mental que permanecerá nessa pessoa até o fim da vida… Não há cura, não há hipótese de melhorar os seus comportamentos, os seus ataques, as suas alterações… e quem és tu para imaginar que os médicos estejam enganados…

Era o caso deste homem… um caso perdido…

Estás tu disposto a CRER? VER COM OS OLHOS DE JESUS AS PESSOAS QUE TE RODEIAM? CRER NA MUDANÇA?

Sabes, para Deus não há impossíveis… e Deus deu-me a mim e a ti a autoridade de fazeres algo pelos que te rodeiam…

Ainda que meio mundo ignore essa pessoa, ainda que humanamente não seja possível uma mudança, ainda que te chamem de louco, OUSA CRER E AGIR, como Jesus…

Simplesmente como Jesus…

E não… aquilo que Ele fez não era só para Ele, porque era Deus… se assim fosse, o que teria Ele ensinado com a Sua vida? Coisas impossíveis de fazermos? Não me parece…

Tudo se resume, mais uma vez, a pedires o coração de Jesus… se o pedires, Deus não vai ignorar esse pedido e vai-te dar… e à medida que te vai dando um coração como o do Seu Filho, tu vais aperceber-te que afinal, o poder que Ele tinha, a autoridade que Ele tinha, tu também tens.

E aí, tu não poderás ficar parado e ignorar… Deixarão de existir, aos teus olhos, aos olhos de Jesus, casos perdidos… Porque tu começas a ter a sua VISÃO e a sua MENTE.

E O ESPÍRITO BASTA! O RESTO É CONVERSA HUMANA… SÓ O ESPÍRITO PODE MOSTRAR-NOS O QUE FAZER… E OPERAR MILAGRES…

18 comentários:

Anónimo disse...

quando alguém está necessitado e nós perguntamos a Deus se devemos ajudar... então é porque ainda não temos a sua natureza dentro de nós, caso contrário simplesmente iamos

anónimo

Voice_Of_The_Opressed disse...

Belo post; estou 100% de acordo com aquilo que escreveste, não é preciso ser-se academico ou ter determinada especialização para ajudar os outros a ultrapassar dificuldades, não é no percurso academico que se aprende a ser pessoa, acredita eu estudo num curso de intervenção humana e vejo que (sem querer ser presunçoso) mais de metade das pessoas que la estão não possuem a empatia necessaria para o desempenho da função que irão realizar.

Rita disse...

Uma beijoca grande para ti!

Paula disse...

POis é, voice of the opressed... eu tb tirei um curso da área da intervenção social e vejo que pouco ou nada aprendi lá relativamente a ajudar efectivamente os outros... pelo contrário, aprendi a ser menos sensível... pq temos de ser profissionais: são as medidas, os projectos, os alvos, os indicadores... tudo e mais alguma coisa menos as pessoas em si que interessam...

Precisamos ser como Cristo, tal como referes no teu último artigo no blog. Li e gostei bastante.

Um beijinho

DIV de divertida disse...

Gostava mesmo de voltar a senti-Lo... mas não consigo...

timor disse...

div de divertida, busca a Deus e Ele concedera os desejos do teu coração.
Um abraço.

timor disse...

Olá Paula, quando li o teu artigo,apressei-me a escrever-te, mas... não o publiquei...deixo aqui estas palavras que tu já conheces, quem quer ajudar, ajuda, não espera.
Jesus curava no momento, não ia estudar o caso, nós temos o mesmo Espirito, o Santo que nos mostra o que fazer.
Quem precisa de ajuda é sempre para ontem, nós já estamos atrasados.
Que O Senhor te abençõe.

Tinoca Laroca disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Tinoca Laroca disse...

Ir ter com quem precisa é muito além... é despir-se dos preconceitos sociais que nos são inculcados pela educação, pela sociedade.
Jesus é o Exemplo da luta contra o preconceito.
Os cristãos continuam a se desculpar com imensas coisas "espirituais" porque não conseguem enfrentar o seu fundo preconceituoso...
Bjs.

Paula disse...

Olá DIV de divertida, gostava de te deixar apenas um texto da Bíblia que eu gosto muito e que me consola bastante:

"Vão ao encontro de Deus e Ele virá ao vosso encontro. Os que são pecadores corrijam-se dos vossos erros; os indecisos purifiquem as suas intenções." Tiago 4:8

É uma promessa: vai ao encontro de Deus e sentirás Ele próprio a vir ao teu encontro... ;) e aí sentirás a Sua presença.

Como disse o timor, Ele conhece esse desejo do teu coração, e irá concedê-lo. Que Ele te abençoe muito, é o que te desejo!

Pedro, concordo plenamente, como sabes, com as tuas palavras: quem quer ajudar, ajuda, não espera... Agora lembrei-me do nosso primeiro slogan: ESTAMOS CÁ! hihihi Um beijinho e muitas bênçãos para ti!

Tinoca, totalmente de acordo!

Beijinhos a todos os que visitam o blog e desejo muito que cada um tenha um relacionamento verdadeiro, pessoal e sincero com o PAI!

DIV de divertida disse...

Timor, obrigada pela força.

Paula, as tuas palavras deixaram-me escapar algumas lágrimas.
Senti que se calhar ainda há esperança para mim. senti-me do tamanho de um grão de areia conhecida por Ele.
Sei que vai ser muito complicado voltar a vivê-Lo tal como já aconteceu há uns bons anos atrás (grupos, retiros, paz amor, comunhão...),mas pode ser que sim, pode ser que aos poucos consiga abrir este coração empedernido...

mto obrigada. senti um porto de abrigo.

beijinho

Paula disse...

Olá div... Tu és realmente um grão de areia conhecida por Ele... sentiste bem... e olha, eu sinto mesmo que ainda há esperança para ti, sim...

Gostava de deixar aqui um texto que o Pai colocou no meu coração para ti (é grande mas gostava que lesses com atenção cada uma das palavrinhas e em vez de Jerusalém colocasses o teu nome):

"Jerusalém! Alegra-te, tu que parecias estéril e sem filhos, entoa cânticos de alegria, tu que não tiveste dores de parto. Tu, mulher abandonada, terás mais filhos que a casada. É o Senhor quem o diz!

Aumenta o espaço em que vives, acrescentando mais panos à tua tenda e não olhes a despesas. Alagra as cordas da tua tenda e fixa bem as estacas,

porque vais aumentar por todos os lados. Os teus filhos vão dominar as nações vizinhas e as tuas cidades desertas vão ser povoadas.

Não tenhas medo porque não voltarás a ser humilhada. Não tenhas vergonha porque não voltarás a ser desonrada. Esquecerás a humilhação que recebeste na juventude e nunca mais recordarás a afronta da tua viuvez.

Vais ter por esposo aquele que te criou, cujo nome é o Senhor do universo. O santo de Israel, o Deus ~de toda a Terra é aquele que te defende e acolhe.

Eras como uma mulher abandonada e abatida, mas o Senhor volta a chamar-te. É Ele que o afirma! Como é que se pode abandonar uma esposa com quem se vive desde a juventude?

Por muito pouco tempo te abandonei, mas vou unir-te a mim com imenso carinho.

Ainda que os montes sejam abalados e tremam as colinas, o meu amor por ti nunca mais será abalado e a minha aliança de paz nunca mais vacilará. Quem o diz sou eu, o Senhor, que te ama."

Isaías 54:1-7,10

Não precisas viver Deus como viveste antes. Precisas viver da forma que Ele te mostrar. Estou orando por ti...

Um beijinho grande!

Jacinto João disse...

Paula, mas nunca te esqueças que Jesus nos deu a sua autoridade, (Marcos 16:17) - E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas;

Fica bem

Paula disse...

Olá Jacinto. Exactamente... é por isso mesmo que escrevi o que escrevi: temos autoridade dada pelo Pai.

Jesus disse aos discípulos:

"Escutem! Eu dei-vos poder para pisarem cobras e escorpiões e vencerem a força do inimigo, sem que vos aconteça mal. Mas não se alegrem só porque os espíritos maus vos obedecem. Alegrem-se antes por terem os vossos nomes escritos no céu." Lucas 10:19,20

O problema é que muitos dos filhos não se relacionam verdadeiramente com o Pai, daí não conhecerem o Pai, quem são n'Ele, a vida nova que poodem ter, etc... e aí, pouco fazem pelos outros.

Abraço e Deus te abençoe.

Raquel disse...

Como a entendo, Paula! Os seus textos têm-me feito reflectir bastante, têm tocado o meu coração. Quantos existem nessas circunstâncias, uns longe outros inacreditavelmente perto! Estou convicta de que é necessária uma preparação. Mas tal como refere, não é uma preparação académica. É uma preparação estritamente espiritual, que resulta de viver em e pelo Espírito de Deus, em louvor,em oração e jejum. Querer ajudar é importante, mas para levar à libertação de outrém não chega!Trata-se de um combate fortíssimo e é preciso estar revestido da Sua armadura para que a missão não resulte em fracasso para o outro e às vezes até para o próprio. Analise-se Mateus 17:16 - os próprios discípulos, naquele momento, foram incapazes de libertar o jovem, dito epiléptico. Com certeza queriam, mas não puderam! É importante meditar nas razões deste fracasso e compreender o que motivou o seu sucesso posteriormente!As objecções e receios apenas devem servir para nos alertar relativamente à seriedade do combate e levar-nos a meditar na nossa fraqueza, nas nossas falhas e no quanto temos de viver e crescer em Cristo: n'Ele seremos maiores e capazes de usar a autoridade que Ele já nos deu. Dta

Paula disse...

Olá Luzinha, gostei de ler as suas palavras. Gostava apenas de esclarecer uma coisa: quando eu disse que não era necessária preparação, estava a referir-me a uma preparação humana. Quando falamos em preparação espiritual, vejo que ela faz todo o sentido, mas para mim essa preparação espiritual não é frequentar uma escola bíblica, não é fazer estudos somente: é ser ensinado pessoalmente pelo Mestre, dia-a-dia, ouvindo a Sua voz, os seus ensinamentos... Olho para Jesus e vejo que Ele preparou os discípulos vivendo com eles, enviando-os, falando com eles, etc. Logo, concordo consigo 100%.

E tem toda a razão: para sermos usados para a transformação/libertação de alguém, precisamos estar revestidos de Deus. Não basta a boa vontade...
Um beijinho e que Deus a abençoe muito!

Anónimo disse...

This is very interesting site...
»

Anónimo disse...

That's a great story. Waiting for more. Weight change and discontinue seroquel web conferencing discount mexican pharmacy that sells modafinil or provigil Affiliate program your Unique diamond engagement rings Wells fargo merchant account services How to make yourself pee Epson printer cx 6400 tech support sport betting Fat milfs fucking Brain tumors and cell phone usage Que es el medicamento bextra Rear door for 1995 buick regal