Jesus.........................

Hoje estava no café a lanchar. Através do vidro vejo uma rapariga passar. Parecia indiana ou peruana, e levava consigo um acordeão.

“Deve andar a tocar para ganhar uns trocos”, pensei eu.

Ela passou, olhou para dentro do café e continuou o seu caminho. E eu continuei a lanchar.

Até que ela volta, olha de novo para dentro do café e entra. Dirige-se a cada uma das mesas a pedir dinheiro. Quase todas as pessoas negaram, menos um casal. Eu também não lhe dei. Dei-lhe um sorriso apenas. Poderia ter dado palavras também, mas fiquei em silêncio. Senti-me sem palavras.

Um episódio simples, tão habitual no nosso dia-a-dia. Mas que me deixou, mais uma vez, a pensar, a meditar… E já não lanchei mais descansada…

Surgiram, mais uma vez, várias perguntas no meu coração:

O que faria Jesus?

Será que Ele alguma vez deixou de dirigir palavra a alguém necessitado?

Será que Ele seria capaz de passar na rua e ignorar alguém que estivesse necessitado, fosse do que fosse?

Será que se numa rua estivessem 5 pessoas necessitadas, Ele seria capaz de dirigir a palavra a uma e não dizer nada às outras quatro?

E mais uma vez ouvi uma voz que me dizia: “Não, Jesus iria falar com todas. Ele se dirigiria a todas, levaria a Esperança a todas.”

E mais uma vez senti que tenho muito a mudar… Eu desejo ser como Jesus: pensar como Ele pensa, sentir como Ele sente, agir como Ele agiu enquanto esteve aqui, em carne e osso. Já percebi que esse é o meu destino, o meu caminho.

“Quando estava a entrar na povoação viu que passava um enterro. O morto era o filho único de uma viúva. Ia muita gente com ela no funeral.

Quando o Senhor viu a viúva, teve pena dela e disse-lhe: ‘Não chores’.

E aproximando-se, tocou no caixão. Os homens que o levavam, pararam. Jesus disse então: “Rapaz, sou eu que te digo, levanta-te!”


Lucas 7:12-14

Incrível que o que me salta à vista nesta passagem é a compaixão de Jesus.

Imaginemos a cena: Jesus, os discípulos e uma grande multidão, que o seguia, chegaram a uma povoação.

Enquanto andavam, provavelmente, viram passar um enterro. Iam muitas pessoas. A viúva devia estar desolada, pois tinha morrido o seu único filho. Estava agora completamente sozinha. Sem marido, sem filho… a vida deve ter perdido todo o sentido para esta viúva. Provavelmente chorava, soluçava, gritava desesperadamente, enquanto acompanhava o caixão no seu percurso.

Jesus deve ter visto na sua mente tudo o que iria acontecer na vida daquela mulher após aquele enterro… Se Ele não fizesse nada… simplesmente se Ele não fizesse nada………..

Jesus não ficou indiferente… Teve pena daquela mulher… Dirigiu-se a ela, chegou perto e disse: “Não chores”, provavelmente com o coração apertado, compadecido.

E aproximou-se do caixão que estava a ser transportado por alguns homens. Tocou no caixão.

Quais teriam sido as reacções de todos os que o observavam?

Os homens que transportavam o caixão pararam. A viúva, que pensaria ela? Os presentes, o que pensariam? Talvez tudo menos o que Jesus fez…

Algo muito simples… provavelmente o caixão não iria fechado como hoje em dia acontece, tanto que Jesus virou-se para o morto e disse: Levanta-te!

E ele levantou-se…

Diz a Palavra que todos ficaram cheios de espanto e admiração e davam louvores a Deus.

Esta é uma das situações que eu acho que não dá para imaginar o que é… só vivendo… um morto ressuscitar…

Mas o que mais me toca nesta passagem é a compaixão de Jesus. Foi a compaixão que O moveu.

A Paula pergunta a si própria:

Deve ser a compaixão que me deve mover em direcção aos outros. Porque não me move sempre, então?

Talvez porque o meu coração ainda não é como o de Jesus… ou talvez seja falta de ousadia… “ainda”…

O que devo eu fazer quando passo por um enterro? Continuar como se nada fosse? Talvez, quem sabe…

Qual deve ser a minha reacção quando passo na rua por um sem-abrigo? Continuar como se nada fosse?

O que devo fazer quando um pedinte me pede dinheiro? Nada, talvez…..

O que dizer ou fazer a alguém que está doente, sem esperança? Continuar calada e sossegada como se não soubesse a solução? Talvez…

CLARO QUE NÃO!

Não imagino Jesus a ignorar uma pessoa, uma só sequer… Diz a Palavra que Ele curava TODOS os doentes, anunciava a Boa Nova a TODOS os pobres, compadecia-se de TODOS, morreu e ressuscitou por TODOS, conforta TODOS!

Mas eu ainda ignoro… ainda não tenho o coração do Mestre. Ainda não penso totalmente como Ele. As minhas acções ainda não são as dele… Mas é esse o meu desejo sincero… De outra forma já não posso viver… Não posso.

Quando começamos a amar o Mestre, viver de uma forma medíocre torna-se impossível… o coração não deixa… porque lá começa a habitar o amor divino, e esse amor é tão constrangedor que não aguentamos ignorá-lo.

Provavelmente alguém estará a pensar: Que exagero! Quem disse a esta rapariga que ela deve viver como Jesus? Não percebeu ela ainda que Jesus era Deus, ela não é? Quem lhe disse que ela pode fazer as mesmas coisas que Jesus? Quem lhe disse que ela pode ter a mesma ousadia de Jesus? Coitada, está doida… esse alvo não é atingível… Jesus fez todas essas coisas com um objectivo… é passado.

Pois eu digo: Quem me disse foi JESUS CRISTO. Só as Suas palavras me interessam… Só elas são a Verdade! E palavras mais actuais não existem…

Senhor, que o meu coração seja somente Teu. Que sejas Tu, somente Tu, o dono do meu coração! Que as barreiras que me impedem de ser como Tu sejam quebradas, ultrapassadas, uma por uma! Eis-me aqui… só Tu podes fazer isso no meu interior!

Entretanto, Eis-me aqui!

E tu? Estás bem assim? Estás confortável? É muito cómodo ser Cristão, não é? Paz, amor… tens tudo o que precisas para ser feliz…. Esqueces-te é que Jesus não viveu assim…

E é Ele que diz: Quem não tomar a sua cruz, dia-a-dia, não é digno de ser chamado Seu discípulo…

És digno?

8 comentários:

Thiago V. Colares disse...

Oi Paula!
Já deve ter muito tempo que você comentou no meu blog, o www.verdadeirocaminho.blogspot.com... Vim agradecer a visita e dizer que estou voltando com o blog essa semana. Estou adicionando seu blog nos favoritos ok? Um abraço! :)

Voice_Of_The_Opressed disse...

Sem duvida uma mensagem a considerar por pleo menos mais de metade da cristandade: n estou comfortavel mas tamb n sou cristão, nem muçulmano nem judeu nem budista nem nada, sou humano e no homem acredito pq não me resta mais nada para acreditar, acredito na sua capacidade para mudar, vontade para tal é outra conversa, o dar depende sempre de nós, e deve-se dar aquilo que podemos e queremos dar, nos contextos adequados, se oq destes foi adequado ou não ou se poderias dar mais so vai depender daquilo que a tua introspecção te disse e daquilo em que acreditas.

timor disse...

Ola Paula, só queria deixar uma pequena palavra, a bondade pode vir de familia, (ex. na casa dos meus pais todos eram caridosos e eu aprendi a ser...),mas, amar o proximo como a mim mesmo vem de Deus, Ele é quem capacita-nos de amar de uma forma que o mundo não conhece, mas para isso há que conhecer-lo, quem não o conhece não o compreende.
Beijinhos, que o Senhor te guarde.

Andrea disse...

Olá mana,

precisamos cada vez mais olhar para o exemplo de Jesus, Ele sim é o verdadeiro Mestre, e Ele não falha em momento algum.
Que esse exemplo nos incomode no bom sentido e nos impulsione a agir, mais do que a falar.

É bem verdade, de outra forma já não dá para viver, a voz do Espirito Santo grita ao coração...é inevitável.

Beijinhos mana. Desejo que Deus te abençõe muito!

Tinoca Laroca disse...

só consigo dizer...
AMEN!
Bjs.
T.

Marlene Maravilha disse...

Aqui no Brasil já sabes que os pedintes são em demasia.
Há uma propaganda aqui que não devemos dar dinheiro a estes para que não se incentive o vício. Acho ponderável. Mas se me pedirem um lanche qualquer, não tenho duvidas que sou a primeira a oferecer e sempre dou.Ás vezes imagino que poderia ser Jesus a nos pedir, disfarçado. Mas esta situação de pedintes é em demasia. Fico com muita dó. Como resolver? Só orando.
A minha cruz eu a carrego sim. A cada dia tento morrer mais um pouquinho para o mundo e nascer para Cristo.
beijócas

Anónimo disse...

This is very interesting site... Lesbianas con uniforme Matures in black stockings Bethel rhinoplasty How saunas originated Patent law microcode expire

Anónimo disse...

Cool blog, interesting information... Keep it UP mitsubishi Miss a dose of protonix Decks patios driveways forest hill louisiana bikini lingerie Beltronics detector radar Orgasm wellbutrin japan phone cards baccarat levitra online various internet marketing dj dances playlists Accounting type program free Dealership land rover Fioricet fioicet fiorinal Payday loans in new york city olympic games Under armour sweat shirt Ionamin online.bigwwworld.com Gmc auto parts 12474275 camping cambrils