Egoísmo

Ultimamente tenho pensado no versículo de Provérbios que diz que devemos tratar os outros como gostaríamos que eles nos tratassem.

Sinceramente procuro viver isso na minha vida. Muitas vezes não consigo, muitas vezes falho, mas outras tantas vezes eu o faço. É Deus quem me dá a capacidade.

Se eu desejo que os outros se importem comigo, eu vou importar-me com eles, genuinamente e não de forma interesseira, esperando receber algo em troca se for simpática.

Genuinamente... ora aí está...

Muitas vezes até parece que nos importamos com os outros mas por detrás disso está o sentimento de querer receber algo em troca, nem que seja um "obrigado" que nos faz sentir bem, aceites, queridos.

Se pesarmos bem as nossas intenções, vamos ver o quão interesseiras elas são num grande número de vezes...

Não me estou a excluir de tudo o que escrevo, mas muitas vezes entristeço-me de olhar à minha volta e sentir-me rodeada de pessoas assim.

Sinto falta e saudades de ver pessoas genuínas...

Pessoas como Cristo.

Cristo devia primeiro querer saber como "correu o dia" de alguém com quem ele lidava, em vez de querer logo contar coisas suas, ser ouvido, ser amado.

Cristo foi, muitas vezes, "usado" pelas pessoas, pessoas que apenas o procuravam para receber algo, algo PARA ELAS. Quantas e quantas vezes ele, como pessoa, terá sido ignorado.

Quantas vezes lhe terão perguntado: "Estás cansado?", "Precisas de algo?" Muito poucas, eu acho.

Cristo preocupava-se genuinamente com as pessoas. Não havia por detrás das suas atitudes a necessidade de se afirmar, de ser amado. Afinal... Ele veio para servir, para dar a Sua vida, oferecer-se, completamente, de corpo e emoções.

Sou desafiada a viver da mesma forma, independentemente do interesse ou cuidado dos outros por mim.

Afinal, eu nasci de novo para poder dar a minha vida em favor dos que me rodeiam. Que privilégio e que missão difícil. Sinto-me, muitas vezes, como os profetas no Antigo Testamento. Sozinhos no meio da multidão, "apenas" com Deus.

Deus, és o amante de todo o meu ser.

2 comentários:

tania palmeiro disse...

Que luta tão díficil que travamos todos os dias com o nosso umbigo...

Deus te abençoe

Barbara disse...

Somos duas maninha, então!!!!
Estava pensando nisso mesmo hoje..
tapeinos! pra nós.. se humilhar e considerar o outro maior!

bjos mana!
Abraços ai tbm...
paz!