ADN espiritual


Uma das coisas que me faz pensar quando leio algumas passagens da Bíblia é o facto de as personagens saberem exactamente quem eram, saberem a sua identidade espiritual.

João Batista, quando questionado pelos judeus acerca de quem era ele, soube dizer exactamente quem era: a voz que clama no deserto, para preparar o caminho do Senhor.

Paulo... sabia muito bem que tinha sido chamado por Deus para ser apóstolo.

E tantos outros...

Creio que cada um de nós tem uma identidade espiritual única.

Até hoje, o Paizinho tem-me revelado quem sou eu n'Ele, em Cristo, quem sou eu no Seu coração, neste novo tempo da Nova Aliança. E entender isso, já me chegaria, não fosse Deus a colocar questões no meu coração que me levam a querer saber mais...

Saber que tenho um Pai de braços abertos para mim constantemente, saber que tenho no meu interior o Seu Espírito são verdades que me assombram... literalmente. E sentir que a Sua Graça e amor me envolvem basta para mim.

Mas há algo mais, que é só para mim... que os outros não vivem, que está relacionado com a minha nova vida, relacionado com o que o Paizinho sonhou para mim... algo que é a minha identidade espiritual única. O meu ADN espiritual...

Eu sei que o Pai olha para mim e me vê única... e o que eu desejo é conhecer essa visão... saber os pormenores do Seu olhar...

Saber quem é a Paula, com tudo o que ela é...

7 comentários:

Anónimo disse...

acho que vale a pena pensar nisso! obrigado.

Anónimo disse...

Você é mais do que suas circunstâncias. Você é a missão. Como foram os personagens bíblicos.

Anónimo disse...

Concordo com o Lou. Ser quem você é em seu maior potencial é sua missão intransferível.
Seja.

di disse...

Só a nós nos cabe saber quem realmente somos, Naquele que nos ama.

Paula disse...

Olá a todos... obrigada pela vossa reflexão... sim, Nelson, eu tb acho que vale a pena pensarmos nisto...
Lou e Rubinho, concordo com vocês, pois eu acho que a missão que Deus nos dá está mto ligada com a pessoa na qual ele nos torna... e nós só temos de chegar ao ponto de, em íntima comunhão com Ele e debaixo da sua direcção constante, sermos, simplesmente... é aí que eu acho que ainda não cheguei... mas tb creio que será um processo até morrer...

Di, compreendo o que escreveste, mas penso que só conseguimos saber quem realmente somos com a revelação do Pai. Era Ele que revelava aos personagens da Bíblia quem eles eram, a missão para a qual os tinha chamado, e não eles que procuravam isso... é a minha opinião.

Um abraço a todos!

Anónimo disse...

Olá Paula!
Penso muito na missão que cada um de nós tem confiada. Esta ideia sob o conceito de ADN Espiritual é muito interessante!
Obrigada
DTA

Flôr disse...

O nosso caminhar é uma aprendizagem, um crescimento constante, rumo à SANTIFICAÇÃO! Um dia seremos perfeitos!

I João 3:9

Beijinhos no amor do nosso Pai Celestial.

Abraçinho da Flor :D :)