Porquê?

Porque tenho eu estado com estas ironias e esta conversa de rótulos? Vou tentar explicar por fases...

Tenho estado porque têm sido coisas que têm ardido no meu coração, e eu não posso ficar calada... ainda que seja mal interpretada, ainda que seja rotulada, ainda que digam que não tenho conhecimentos técnicos acerca dos assuntos que tenho falado, ainda que...............

Eu converti-me numa Igreja tradicional, a mesma Igreja que continuei a frequentar desde então e que frequento actualmente. Como Igreja tradicional que é, os ensinos que me foram ministrados estavam intimamente relacionados com as suas convicções, como é óbvio.

Há um "mas".... ou um "até que"... pelo caminho...

Numa altura comecei a sentir que a vida espiritual que estava a ter não me satisfazia... fazia tudo muito sentido na minha mente mas o que é certo é que não me satisfazia... parecia que faltava qualquer coisa... mas o quê? Só sei que parecia que racionalmente já sabia tudo... não havia nada de novo... e simplesmente havia coisas que eu não conseguia viver...

Para não falar das marcas e prisões que tinha no meu coração, devido a muitas situações que tinha vivido até então... A Bíblia bem falava de liberdade, de nova vida, de alegria, etc... agora viver isso é que eram elas... Eu sabia que precisava ser curada, restaurada no meu interior. E comecei a buscar isso em Deus. Não sabia bem se Ele me iria restaurar, mas ia buscando...

Nesse processo de busca, longo e árduo, aconteceu algo: Pela primeira vez, num determinado momento, eu acreditei, eu tive fé no que Deus é, no que eu podia ser n'Ele. Não que eu antes não conhecesse Deus, mas eu não tinha uma fé forte, verdadeira. Nesse momento em que os meus olhos se abriram, eu vi! Eu vi que podia! Eu vi que Deus não me queria abatida, cabisbaixa, presa... eu vi que se pode viver uma vida com Ele que seja real, verdadeira, plena, cheia de poder...

E desde aí que os meus olhos se abriram... foram abertos por Ele. Aos poucos comecei a falar com Ele de uma outra maneira, pois estava a falar não com o Deus distante mas com o MEU PAI, o Pai que curou e restaurou o meu coração, o meu AMADO.

Desde aí que comecei a ler a Bíblia com outros olhos. Parece que os antigos versículos ganharam vida! Cada palavrinha, cada coisa que lia na Bíblia parecia que confirmava aquilo que eu tinha vivido, e a nova vida que eu tinha começado a viver! Bem, foi uma mudança mesmo! E como explicá-la? Foi um "click" de Deus, um cair do véu que estava no meu coração e nos meus olhos.

(continuará brevemente.... cenas do próximo capítulo hihihi)

6 comentários:

Flá Mendes disse...

identificação!
quando passamos por experiências que se assemelham, assim nos sentimos.
beijinho

Ego Ipse disse...

Paula! Obrigado pelo teu testemunho! As igrejas onde "nascemos" não são perfeitas mas são importantes contribuem para o nosso crescimento espiritual e para a nossa fidelidade a Deus... no entanto Cristo continua a falar não ao grupo mas ao coração de cada pessoa... ainda bem que ouviste e atendeste a este convite pessoal

Paula disse...

Sim, Ego, eu não critico nenhuma Igreja, pois nenhuma delas é perfeita. Posso dizer que foi na minha que cresci, aprendi muitas coisas... Mas é como dizes: há coisas que Cristo começa a falar individualmente, que nem sempre são do agrado da maioria.

Marlene Maravilha disse...

Eu consigo entender e vejo muitas pessoas passarem por situações semelhantes. Mas Deus está aí, quando O buscamos mais, O encontramos mais, e daí nasce esta cumplicidade total, absoluta e irrestrita.
Parabéns.
beijos

Vítor Mácula disse...

Cara Paula.

Que maravilha!

É a partir dessa revelação e dinâmica interior e pessoal que toda a comunhão e cultura cristãs têm raíz e sentido.

Obrigado por este teu testemunho.

E que comungues intima e interiormente com Deus mais e mais e mais - mesmo ou sobretudo quando parecer que estás vazia e distante e que Ele não está próximo e íntimo e atento, porque Ele estará "lá", estará sempre lá!

Um grande abraço.

Teresinha disse...

pois e pois e... nos muitas vezes queremos milagres e mais milagres que aconteçam na nossa vida e depois nao nos damos conta que estes pequenos testemunhos e que acordarmos todos os dias na nossa cama bem e com todos os orgaos de como fomos para a cama ainda pertencem ao nosso corpo. Deus é apenas maravilhoso... nao existe palavras para descrever as maravilhas que ele faz e fez por nos.
bjus*******
teresa

Arquivo