Pai...

Se não fosses Tu, o que seria de mim? Cada vez mais estas palavras fazem sentido para mim... Não são meras palavras... é o clamor do meu coração...

Realmente, quanto mais anseio chegar perto de Ti, da Tua luz, prostrar-me diante do Teu trono, perto, bem perto, mais eu tenho noção de quem eu sou... fraca, limitada, cheia de coisas minhas, coisas que eu antes não via... coisas que eu pensava já não existirem... Agora vejo que quando eu dizia: "Pai, eis-me aqui, eu quero esvaziar-me de mim", eu não estava a ver tudo...

E se calhar ainda não estou...

O tempo que eu tenho passado na Tua presença tem sido tempo de revelação, dada pelo Teu Espírito, revelação de quem eu sou na carne, de pensamentos e sentimentos que não provêm de Ti que ainda habitam no meu coração. É incrível como só conseguimos perceber quem somos quando passamos tempo prolongado diante do Teu Trono. O Teu Espírito sonda, cuidadosamente, pouco a pouco, e revela... e o sentimento de angústia começa a dissipar-se porque começamos a ver a causa de algumas coisas vem à luz...

Tu deste-me um novo coração... curaste feridas profundas da minha alma e isso é um autêntico milagre... mas existem algumas feridas mais leves que Tu não curaste nessa altura por algum motivo... obrigada porque me estás a mostrá-las... e porque o Teu Filho já carregou sobre si as minhas enfermidades, as minhas dores... e o Teu Espírito me regenerou.

É bom saber que Tu, Pai, és tão cuidadoso... porque cada vez que vamos a Ti, nos ajoelhamos diante do Teu trono, tu vens, te baixas até nós, não te manténs de pé, e nos tocas... com o teu toque que cura, que transmite vida, que restaura... luz emana das Tuas mãos e percorre todo o ser, a parte física e a parte que só Tu podes ver...

Pai, tu escolheste a Paula, ainda assim... fraca, necessitada, limitada... a fizeste de novo... pegaste no seu coração, na sua alma, no seu corpo e sopraste o Teu Espírito para dentro dela. O Espírito que dá vida, que reanima todo o ser... Obrigada porque Tu não olhaste para as minhas capacidades humanas quando resolveste dar-me dons e enviar-me para um chamado...

Ahh Paizinho, o que seria de mim se tivesses feito isso....... Mas Tu não fazes isso, nem nunca farás, porque é pela GRAÇA. GRAÇA.

Por isso.... com lágrimas eu digo:

EIS-ME AQUI
CONTINUA A CUIDAR DE MIM
SARA O QUE FALTA SER SARADO

E com alegria eu digo SIM ao chamado que tens para mim.

Queres tu fazer o mesmo?

"Ele foi ferido e nós sarados." Isaías

8 comentários:

Ego ipse disse...

(Romanos 11:33 a 36) - "Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos; Porque, quem compreendeu a mente do Senhor? ou quem foi seu conselheiro; Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado; Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém"

Andrea disse...

Deixo-te estas palavras:

Confia, confia, confia!

Uma coisa é certa por mais feridas que tenhamos em nós, elas não são maiores que o nosso Deus. E ainda que o Senhor não decida curá-las todas de uma vez, nenhuma delas se pode sobrepor à vida que o Senhor colocou dentro de nós.

As feridas podem passar a ser apenas pontos de referência quando ao serem tocadas, nos lembram as situações sem que sintamos a sua dor e nos levam a dar graças ao Senhor por todas essas vivências.

Vou-te dizer algo que costumas dizer para mim, mas que eu sinto-o também em relação a ti:

És uma referência!

Beijinhos cheios de carinho!

Vítor Mácula disse...

Sim! Sim! Sim! Quero querer!

E quanto a si, Paula, que Deus lhe lave as feridas e a rejuvenesça e floresça cada vez mais!

Um abraço.

Marlene Maravilha disse...

COMO É DIVINO QUANDO ENXERGAMOS A GRANDIOSIDADE DO NOSSO DEUS!
ELE É TUDO, E NÓS SÓ SABEMOS QUE, NEM OLHOS VIRAM E NEM OUVIDOS OUVIRAM O QUE ELE TEM PREPARADO PARA NÓS. TUDO O QUE HÁ DE MELHOR!
SOMENTE PELA GRAÇA! GRANDE MISERICÓRDIA E GRANDE AMOR!
SIM, TAMBÉM DIGO QUERIDA, EIS-ME AQUI. EIS-NOS AQUI!
DEUS TE ABENÇOE E UM GRANDE BEIJO.

Pdivulg disse...

Eu por vezes sinto-me tão perto do Pai, mas curiosamente quanto mais perto me sinto dEle mais longe estou...

Nova Evangelização disse...

Paulinha
Se me permites mais alguns conselhos/sugestões de irmão e amigo mais velho, ai vão:
Vamos lá, não te subestimes demasiado, nem te atormentes obcecadamente, ao ponto de te descontrolares e seres dominada por sentimentos menos nobres ou moralmente estéreis.
A humildade é uma grande virtude (só nos fica bem), mas não devemos ser excessivamente escrupulosos, pois Deus supera sempre as nossas deficiências, por maiores que sejam, graças à Sua infinita Misericórdia.
Confia em Deus e em ti mesma, tanto quanto te reconheces pecadora e limitada; isto é, força/procura, tanto quanto possível, um equilíbrio saudável/positivo (psicológica e espiritualmente), e o resto virá por acréscimo certamente.
Tu tens muitas qualidades e dons (sinto isso), os quais não deves desperdiçar, sob qualquer pretexto menos salutar, o que seria como que uma ingratidão com Deus Nosso Senhor, mas deverás pô-los a render tanto quanto possível, em plena paz e harmonia, sem complexos nem preconceitos descabidos ou ambíguos.
Deus é sobretudo Amor e nessa base supremamente Divina deves reconstruir-te, regenerar-te, sem receios infundados ou esmorecimentos maléficos, pois, como saberás, o Demónio tem muito poder através das tentações do mundo, dele mesmo e da carne; isto é, dos bens mundanos e materiais, das sugestões negativas e amorais e dos prazeres efémeros e corporais.
Fica em paz e que Deus te abençoe, assim como a todos nós que bem precisamos.
Cordiais saudações cristãs.
José Mariano

Paula disse...

Olá a todos! Agradeço mais uma vez os vossos comentários. É bom lê-los, SEMPRE!

Ego, obrigada pelo versículo. Ficou guardado no meu coração, pq refere-se a coisas mto profundas e especiais da vida com o Pai.

Mana, estou a confiar e já posso sentir as feridas curadas. Tão simples quanto isto: nós depositamos no altar e Deus sara. Porque Ele faz maravilhas! Brigada mais uma vez pelas palavras e olha, se sou referência, não sei, apenas quero amá-Lo e serví-Lo. Se Ele me escolheu p isso, que aconteça naturalmente. Um beijo grande de quem te ama muito.

Vitor, alegrou-me a sua vontade de dizer SIM. Deus vai revelar-se ainda mais a si, não tenho dúvidas. Será um marco na sua vida neste ano.

Marlene, o teu coração é um coração que habita juntinho do Pai. Isso sente-se muito bem. Por isso desejo que continues a ser o marco que sei que já és. Que Ele seja a tua inspiração, o teu mover e a tua capacitação.

Pdivulg... fiquei a pensar no que escreveste. Pergunto-te uma coisa: o que é para ti sentires-te perto d'Ele? Não precisas responder aqui, mas pelo menos pensa nisso.

José Mariano, obrigada pelas suas palavras e pelo seu encorajamento. Gostava apenas de dizer que o que eu escrevi não é significado de que eu me estou a massacrar ou atormentar... significa que quando escrevi o post me sentia sem nenhuma capacidade humana e é isso que eu chamo de humildade... porque nós por nós próprios poucas capacidades temos... podemos ter alguns talentos, alguns pontos positivos, mas quando se trata de sermos aceites por Deus ou fazermos algo para a Sua obra, isso nada conta a nosso favor, porque a Sua obra é espiritual e para isso temos de contar com a sua capacitação. E a sua capacitação, que inclui os dons, é dada pela Graça.
Uma coisa que eu tenho aprendido é que quanto mais temos consciência de que não somos nada, mais nos esvaziamos de nós mesmos e mais Deus nos enche com o Seu Espírito. E sermos cheios com o Seu Espírito é, para mim e como vejo na Bíblia, a única condição e capacitação válida.
Quando escrevi o que escrevi nunca pus em causa o que Deus é para mim, tal como David, por exemplo nos seus salmos, muitas vezes escreve...
A humilhação é condição essencial para ver a face de Deus.
Obrigada mais uma vez pelas palavras e volte sempre.

Vítor Mácula disse...

Obrigado, Paula.