O Cristo dos Teólogos

"Os que não querem louvá-lo podem desviar-se do Cristo do altar interior e conhecer somente o Cristo dos teólogos.
Os teólogos prestam o enorme serviço da doutrina e da definição, mas nunca poderão gerar nossa adoração.
A adoração nasce quando as pessoas têm contacto directo com Cristo e se sentem levadas a expressar sua gratidão em profunda acção de graças." Calvin Miller, "Nas profundezas de Deus"

Nos últimos tempos (abençoados tempos....) tenho pensado em como nós, nascidos de novo, seguidores de Jesus Cristo, conseguimos passar anos e anos sem conhecê-lo, sem sentir o seu toque, sem compreender as suas palavras, a sua maneira de viver, as suas motivações, os seus objectivos...

Conhecemos o Cristo que os outros nos apresentam, o Cristo dos teólogos, o Cristo intocável ("sim, eu nunca conseguirei ser como Ele, Ele era Deus......", dizem), e passamos ao lado do grande objectivo da nossa vida cristã: A-D-O-R-Á--L-O, ADORÁ-LO!

Os teólogos nunca nos poderão levar a conhecer Cristo (calculo que com esta frase algumas mentes comecem já a dizer que eu não estou em mim hihihi), os teólogos não podem gerar em nós uma verdadeira adoração, um AMOR por Cristo que transcede todos os nossos interesses na vida...

NÃO PODEM.

Somente o toque divino em nós fará VIVAS as palavras dos teólogos, irá gerar verdadeira adoração (se é que existe adoração falsa...), entrega, submissão, amor, humildade...

Senhor, que toques nas nossas vidas e tornes, assim, VIVAS as nossas mentes, inundadas de informações mas com tão pouco amor e adoração!

2 comentários:

Ana disse...

Ohhh nao poderia concordar mais!! é isso mm! Wue tenhamos um Cristo vivo em nós e nao um Cristo feito pelos olhos do homem! Gostei deste artigo... beijokasss ***

Paula disse...

É isso mesmo, aninha, um Cristo vivo em nós... É isso que interessa!
Beijocas para uma grande mulher de Deus!

Arquivo