Posso fazer uma pergunta?

Posso! Vivemos numa democracia:

Será que Jesus quando veio morrer na cruz tinha em mente que nos dividíssemos em DENOMINAÇÕES, ORGANIZAÇÕES, em que uns estão mais pertinho da verdade e outros.... ai...... *suspiro* outros a gente nem se mistura porque nos podemos contaminar...... sim, porque afinal, eles estão errados e nós certos... ?

Eu só sei uma coisa: Jesus, antes de ser crucificado, orou por nós hoje, aqueles que se viriam a converter, e pediu ao Pai o seguinte:

"A minha oração para todos eles é que estejam unidos, como tu e eu estamos, Pai, para que assim como estás em mim e eu em Ti, também eles estejam em nós, e para que o mundo acredite que Tu me enviaste." Jo 17:21

Posso dizer outra coisa? Posso:

O mundo não acredita que Deus enviou Jesus, sabem porquê? Porque os filhos de Deus não se entendem. Não se misturam, não se amam. E eu creio com todas as minhas forças que a apatia que a Igreja portuguesa (eu sei que não é só cá) está a viver, não mudará enquanto não esquecermos os clubes, as cores, as denominações, as tradições, as "linhas" tradicional/pentecostal...

Se hoje me perguntarem o que é que eu sou, eu responderei: sou Filha de Deus, gerada de novo, seguidora de Cristo.

16 comentários:

Nuno Barreto disse...

Parece que a "não contaminação" é mais importante que a comunhão. Porque será que se tem tanto medo do erro e da diferença?

Paula disse...

Não sei o porquê desse medo... uma coisa eu sei... estamos cada vez mais como os fariseus: intransigentes. Que Deus reforme a sua igreja é a minha oração pois não digo estas coisas com irritação mas com compaixão.

tehilah disse...

Esse é um dos principais problemas da igreja. Mesmo nós os evangélicos, temos dificuldade em aceitar os católicos (por inúmeros factores) mas esquecemo-nos que muitas vezes fazemos coisas tão erradas ou piores que eles. Mas a verdade é esta: eles adoram o mesmo Deus que nós, o resto... é indiferente.

Estou a ler agora o livro Maravilhosa Graça (do Yancey) e a certa altura ele conta da prostituta que se recusava ir à igreja porque não se queria sentir ainda mais culpada. Afinal devemos apontar o dedo ou ser fonte de benção? As igrejas no geral não devem ser outra coisa, senão canalizadores da Graça de Deus, senão não faz sentido o que andamos cá a fazer...

E já agora, denominações... nem quero pensar nisso. Os meus irmão sei eu quem são independentemente do nome que tenham na fachada da sua igreja.

Paula disse...

Pois é, Nelson, o grande problema da Igreja é esse mesmo: aponta-se o dedo em vez de abrir os braços para abraçar...
Já ouvi falar mto bem desse livro...

tehilah disse...

é magnifico!

tehilah disse...

Já disse várias vezes que muitos "crentes" meditam sobre Efésios 6, colocam em prática (vestindo a armadura) mas depois confundem o inimigo e em vez de lutarem e investirem sobre o diabo, fazem-no sobre os seus irmãos e muitas vezes não precisa de ser de outra igreja, basta ser um líder da sua propria igreja ou pura e simplesmente alguém com quem não simpatizam... e enquanto isso, o tempo vai passando... tempo que não volta atrás.

Flá Mendes disse...

gostava de ampliar a questão da "não-contaminação" quando deixamos de estar com nossos amigos, por recearmos a contaminação, e assim deixamos de cumprir nosso papel de ser sal e luz... ainda mantemos a ideia de que se ficarmos juntinhos, eles virão até nós... quando a nossa ordem continua a ser VAI...e faz discípulos... continuamos a ver tudo como sagrado ou profano, esquecendo que onde quer que estejamos somos santos, e se tudo o que fazemos tem o objetivo de glorificar a Deus... porque limitamos os lugares de glorificação? esquecemos que Deus está verdadeiramente em TODO lugar...
( e o livro...já o li a mais ou menos 2 anos... e ajudou-me a ver o quão legalista eu era... e a necessidade que tinha da graça de Deus em mim, e de deixá-la fluir através de mim... RECOMENDO!)

Paula disse...

Nelson e Flávia, não poderia estar mais de acordo... entretanto passa-se tempo, tempo precioso, vidas preciosas se perdem, enquanto andamos preocupados entre nós com coisinhas que não lembram a ninguém, em vez de nos misturarmos (no bom sentido) com os que precisam de médico (como disse Jesus).
Mas Deus está a despertar pessoas para isso, eu creio! Aleluia!

cxp disse...

:)
só mm pa deixar meu :) e 1 abraço... "no words today"... para o q tens tado a escrever e a despertar em tds; só o meu mto obrigado a ti e a Deus por ter-te criado como és!
[tb brigada p/frase no ideiasclaras]
Ah! E este "areias" q tens a caminhar, prossigo para o Alvo é mto simpático, gostei dele!
abraço.

cxp disse...

P.S. ... o "areias" na sua simplicidade, simpatia e paciência (persistência) é 1 bom exemplo para tds nós!

Kaly disse...

Mana! Obrigada por ter no visitado no maninhas da Buia, é verdade as vezes nos separamos a toa e Deus não se alegra com isso, afinal Ele está vindo buscar uma Noiva, somos um só corpo e não deve haver divisões entre nós!! Fique na Paz!!!!

Paula disse...

Realmente essa ideia... pois, Jesus vem buscar UMA noiva, e não várias noivas... UMA!

JOINCANTO disse...

Pensamentos interessantes, mas existe hoje e sempre existirá um remanescente de pessoas que desejam ter comunhão com todo o Corpo de Cristo, independentemente das cores e denominações.
Continua!

Samuel Rezende disse...

Cheguei aqui através do link do cantodojo.
Que vc continue sendo "apenas e simplesmente" uma filha de Deus.
O mundo tem sede de graça.
Abraços.

Pdivulg disse...

Somos todos filhos de Deus e ninguém senão Ele tem a verdade...

Paula disse...

Um olá de boas vindas às visitas novas do blog. Sejam sempre bem vindos e bem vindas!

Arquivo